A MADEIRA TAMBÉM BEBE

A MADEIRA – BARRICAS – SURGE DESTA FORMA COMO A RESPOSTA NATURAL PARA O ARMAZENAMENTO E TRANSPORTE DE VINHOS, UMA VEZ QUE A CAPACIDADE E RESISTÊNCIA DEIXAM DE SER UM PROBLEMA, QUE BASICAMENTE SE CENTRA NA EVAPORAÇÃO QUE ACONTECE QUANDO O VINHO AÍ É ARMAZENADO, FENÓMENO QUE É CITADO PELO POVO AO AFIRMAR QUE A MADEIRA TAMBÉM BEBE.

CLARO ESTÁ QUE A MADEIRA TRANSMITE IGUALMENTE OS SEUS SABORES AO VINHO, HOJE E SEMPRE TÃO APRECIADOS EM TODO O MUNDO, SENÃO MESMO VALORIZADOS. ESTA É, COMO JÁ SE APERCEBEU, A ORIGEM DOS VINHOS COM MADEIRA DE QUE VOCÊ TANTO GOSTA. CURIOSO NÃO É?

A LÓGICA INDICA-NOS QUE, SEGUNDO A MADEIRA ESCOLHIDA PARA FAZER AS BARRICAS ASSIM É A SUA INFLUÊNCIA NO VINHO, SENDO AS MADEIRAS MAIS FREQUENTES O CARVALHO FRANCÊS E AMERICANO. AS DITAS BARRICAS TRANSMITEM MAIS O SEU CUNHO AO VINHO, QUANTO MAIS JOVENS SÃO, QUANTO MAIS TEMPO O VINHO ESTÁ AÍ ARMAZENADO, E, NÃO MENOS IMPORTANTE, QUANTO MENOR A SUA CAPACIDADE.

ESTÁ ASSIM ENCONTRADA A RESPOSTA A ESTA QUESTÃO, FOMOS BUSCA-LA À HISTÓRIA…

SIM, QUERO MAIS INFORMAÇÕES

Holler Box